top of page
Buscar
  • Foto do escritorMárcio Furtado Niwa

Caninos impactados


Um dos problemas comum na clínica diária são os dentes impactados. Os mais comuns, de longe são os terceiros molares (dentes do siso, ou do "juízo" rsrsrsrs). Estes geralmente estão retidos (impactados) por não ter espaço no arco dental para a sua irrupção ou erupção (nascimento).

Os caninos por sua vez são o segundo grupo de dentes que mais são encontrados nesta condição, sendo que o fator causal desta impacção em geral é devido a uma posição anormal no trajeto do "nascimento" deste dente.

O planejamento depende da posição do dente em questão avaliando sempre o risco e benefício de cada opção de tratamento que são duas: remoção cirúrgica do dente (extração) e posterior colocação de implante ou o tracionamento cirúrgico do dente.

Caso opte-se pelo tracionamento, devemos montar o aparelho fixo, alinhar e nivelar os dentes da arcada em questão até um arco de aço retangular, geralmente o último que normalmente é utilizado. Se não existir espaço para o dente, usamos molas para a obtenção deste espaço, geralmente abrimos um pouco mais o espaço que o tamanho do dente para facilitar o tracionamento.

Com o espaço adequado solicitamos a cirurgia para a colagem de um botão que vem com uma corrente e nesta corrente aplicamos uma força, geralmente com o uso de eláticos apoiado no arco que está apoiado nos demais dentes. Assim usamos todos os dentes como ancoragem para puxar apenas um dente por isso usamos um arco de grande calibre para não termos, ou minimizar, efeitos colaterais indevidos.

Note que é um processo lento, já que o dente move-se dentro do osso cerca de no máximo 1mm por mês e de 3 em 3 meses pedimos uma radiografia panorâmica para comprovar a movimentação do dente.

Mesmo assim vale ressaltar que sempre existe o risco de não conseguirmos o tracionamento do dente e dentre as causas prováveis podem ser: anquilose dentária, quando uma parte do dente a raíz está fusionada com o osso, condição pouco provável de ser vista pela radiografia, ou uma dilaceração radicular (a raiz do dente pode ter uma curvatura) que dificulta ou pode impedir a movimentação dentária.

De todo o modo, o índice de sucesso é grande quando bem indicado o tracionamento.

Segue sempre um vídeo ilustrando este texto. Sempre é um prazer dividir conhecimento. Até a próxima.

42 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page